depoimento #6

Comigo, cara, ela deixou um bilhete na geladeira: preciso de outras coisas e, não leve como uma questão pessoal, mas você não é pra mim.

Meses depois nos encontramos numa esquina. Ela me sorriu leve e suave como se nada tivesse acontecido entre nós. Virei de costas e fui embora. Foi a primeira vez que tive raiva dela.

Anúncios
Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: