depoimento #20

Ela é insustentável. Essa é a única palavra que realmente posso dizer sobre ela. Não aceito a possibilidade de que há uma outra pessoa escondida atrás dos seus desvios e exageros. Deste lugar imaginário de onde, um dia, brotará uma nova versão dela mais interessante e nobre. O que existe realmente é o ser e o não-ser. O vir-a-ser é apenas uma ilusão.**

Você conhece a história da caverna milagrosa e linda*** que só entra uma pessoa por vez? Não? Vou te contar rapidinho, afinal não quero tomar nosso tempo mais do que eu acho que ela merece. É mais ou menos assim: como só entra uma pessoa por vez na caverna, ninguém sabe de antemão o que tem lá dentro. O que se sabe é apenas aquilo dito por quem entrou. Mas, todos mentem. A caverna é suja, fedida, apertada. Só que todos que regressam seguem afirmando se tratar de um lugar mágico, encantado. Moral da história: sentimos necessidade de fazer os outros passarem pelas paredes sujas da caverna. O que nos move a fazer isso?

É possível que tenham te falado coisas boas sobre ela. Para mim ela é a caverna.

Talvez não seja exatamente o que você veio ouvir, mas é exatamente o que eu tenho a dizer.

**Um dos princípios do pensamento de Parmênides de Eléia .

***Essa história aparece no Livro As sombras dos reis barbudos, de José J. Veiga

Anúncios
Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: