sala de espera

O personagem arfou com ares de tédio. “O maldito sempre diz que tem essas crises de inspiração. Não acredito e acho que, no fundo, isso é balela. Aceito como causa as tardes ensolaradas de um inverno cinza, vinho tinto, filmes vagabundos, mulhers, jazz, sono, pânico. Tudo isso eu posso aceitar, agora, crises de inspiração…”

Olhou para o relógio e faltavam quinze minutos para seis horas da tarde. Pensou em fumar, mas não lembrou se, de fato, era fumante. Em nenhum momento da trama foi descrita qualquer linha sobre o assunto e ele, que era um recém-introduzido na trama, sabia que o autor aceitava certas as exigências e extravagâncias dos seus personagens, mas, daí a querer meter o nariz na história, isso ele não aceitaria. Pior: era capaz de parar ali mesmo a história e o leitor não imagina como isso deixa os personagens em pânico.

Além do mais, por ter convivido com ela pouco até este momento, sabia que ainda era um personagem menor. Não se importava com isso. Acredita – e deve ser típico de todo o personagem – julgar-se significativo para o curso da história que ainda virá. (esta é mais uma cena pertinente ao exagerado ego dos personagens que o autor enfrenta).

Por ora, o que ele sabe sobre si mesmo está nas últimas linhas digitadas pelo autor:

Talvez tenha sido um dos únicos capazes de realmente entender o fato que ela não tinha uma moral diferente da maioria das pessoas. Em algumas coisas simplesmente era desprovida do que todos chamam de moral. Não se trata de relativismo. É como uma disfunção cerebral, um rompimento de uma sinapse qualquer. O fato é que ele entendeu, sem sofrer, a ausência de alguns sentimentos como piedade, remorso, medo. E, por isso mesmo, nunca esboçou nada além de conveniência e atração física por ela.

Anúncios
Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Comentários

  • N.Lym  On agosto 16, 2008 at 5:48 pm

    BRAVOOOOOOOOO!!!!! \\\\\o/////
    Bom mt bom! “Pensou em fumar, mas não lembrou se, de fato, era fumante.”

  • N.Lym  On agosto 18, 2008 at 3:17 pm

    Parabénssssss discípula do JLB!! Pelo menos esse trecho lembrou-me ele!!^.^

    ;********

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: